Cose di croniche

As crónicas que saem do Cose Tante. Ou não.

O clube das mães

with 2 comments

Fica aqui um dos textos do blog do curso.
Antes de mais preciso de dizer que também eu não sendo mãe ainda, gosto de bebés pequerruchos, cor-de-rosa, de chucha ou beicinho. Arriscaria que gosto mais que muitas dos espécimes que vou descrever, mas isso como tudo é discutível.Acrescento ainda que é uma observação diária e por isso, um tema a desenvolver. Uma tese, quem sabe…

Há uma seita um grupo de mulheres que entram para o clube das mães depois de o serem.Detectam-se melhor em open spaces. Têm grandes planos das crias, (tiradas a cores em folhas A4, na Xerox da empresa), nos biombos. De cabelo cortado, cabelo mais comprido (”gostava tanto dos caracolinhos dele aqui atrás”), de gatas, a andar, no baptizado. Sim, que neste clube as crianças não têm graça sujas, com a mão na papa ou lambuzadas de chocolate.Há verdadeiras competições entre as associadas: os dentes, o palrar, o sentar, o andar e o falar são itens-chave que todos têm de atingir. E para todas há, secretamente, um tempo certo para o fazer e é invariavelmente aquele em que o seu o fez. Dão o benefício de um mês mais, um mês menos e é tudo. Se o filho de outra teve dentes aos 4 meses, justificam-se: “ah ela é precoce nos dentes…” GOsto destes patamares e vocabulários de mãos dadas: precoce nos dentes é uma expressão de que pouca gente se lembraria.De um dia para o outro são militantes da maternidade. Não tiveram um filho, foram mães. Passaram a saber o que baixa melhor a febre, como dar banho e como se cortam bolos. Ainda que os pequenos ainda não mastiguem, “as mães sabem cortar bolos…” oiço mais frequentemente do que, acreditem, gostaria.Os nomes são de modas e como tal, sazonais. As Beatrizes e os Rafas têm todos entre 4 e 6 anos, os Rodrigos 3 a 1. Há os irmãos com a mesma inicial que, por coincidência, é a do pai. Mas todas falam convictas da sua originalidade.Falam dos dentes, das cólicas, do come não come, dorme não dorme. Descrevem os partos à refeição, bem como as maravilhas e dores da amamentação. Brindam os presentes porque “é de bebés, não tem mal”.Muito preocupadas, as carinhosas e extremosas mães, que exibem em voz alta a posta de peixe que compraram e o mais velho “comeu toda”, respondem a quem lhes pergunta por cortesia: “Então os dentinhos, como andam? Teve mais entretanto?”: “Não, fogo! Agora é todos os dias, não? Era o que faltava, p****!”
Anúncios

Written by Marta

Outubro 10, 2008 às 1:18 pm

Publicado em Interlúdio musical

Tagged with

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Na mouche 😀

    Cool Mum

    Outubro 10, 2008 at 2:46 pm

  2. hihihi uma praga 🙂

    Crezia

    Outubro 11, 2008 at 2:33 pm


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: