Cose di croniche

As crónicas que saem do Cose Tante. Ou não.

Das alças

with 3 comments

Cada um de nós terá a sua altura para mais frio ou mais calor, lãs e t-shirts.
Há quem, ao primeiro raio de sol, mesmo que em Janeiro, vista alças. Há quem como eu, ande de botas até fim de Maio – por outro lado, já fui à praia este ano. Pelo meio, fica o dito “normal”.
O ideal – se é que o há – seria vestir quando o frio é continuo e despir quando acontece com o calor. Digo eu. E para que há-de haver ideiais, pergunto também eu? Para nada, para me dedicar a eles e passá-los para verdana 10.
Adiante, que do que quero falar é dos hábitos no calor das senhoras: alças, cai-cais, mangas à cava, transparências. Fresquinhos quase sempre, giros nem tanto. Mas gostamos, escolhemos, usamos e abusamos. Seja. Se está calor, só não andamos de bikini em nome da dignidade não honrada pelos Boteros que abundam no nosso dourado país.
Tudo estaria bem e resguardado não fosse um detalhe – que nem todas concerne é certo, mas de decadência não falarei hoje: o soutien.
O soutien minhas senhoras não é uma peça que ninguém-vê-deixa-me-cá-usar-até-cair-de-pôdre.
Também não é uma peça que podendo ser de cores, flores, bolinhas e rendas, tenha de o gritar ao mundo. Mas se o fizer, que seja em bom tom que é como quem diz estado e tecido. E já agora lavado.
Agora o pormenor do detalhe: alças. Alças têm propósito e razão de ser, como têm largura, padrão ou resistência. E nada resiste para sempre em boa forma. Renove-se portanto.
As alças cruzam, tiram-se e põem-se. Investiguem, procurem, vão ver que encontram facilmente. As alças desaparecem-nos da vista se quisermos e isso parecendo que não, é importante.
Se se usa um cai-cai, não se querem alças. Ponto. Não, não me falem em alças de silicone. Parecem tiras de fita-cola nos ombros, além do vinco pouco natural – para não dizer mutante – que ninguém tem nessa parte do corpo.
Usar t-shirt branca com um soutien preto não é sexy. E o contrário ainda menos. É no mínimo desmazelado ou trapalhão. A menos que não se veja, ninguém nos diga, ou se seja tão estonteantemente bela que não há quem sequer repare, não se usa.
A rainha de todas as alças non sense: alças nos ombros quando se usam camisolas de costas americanas – ou natação – what’s the point? Camisolas que deixam ombros livres, bronzeados à vista, uma silhueta elegante, violentadas por umas alças normalmente de aspecto sloggy-não-não-estou-sequer-a-tentar-ser-sensual.
Se tiverem mesmo de aparecer, então que brilhem, ofusquem gritem bem alto. Sempre em bom estado. E não, encardido não é um termo a considerar.
Anúncios

Written by Marta

Maio 19, 2009 às 11:41 am

Publicado em Uncategorized

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Minha nossa! O que eu aprendi hoje!… Para usar um simples soutien é preciso uma pós-graduação em alças. E o bicho-homem que só se preocupa com o fecho, não dá o devido valor. Realmente, vida de mulher não é nada fácil… Cada vez, percebo mais porque se demoram tanto a vestir… e ainda bem que assim é… Beijinhos

    João Telo

    Maio 19, 2009 at 12:26 pm

  2. É verdade, estamos sempre atentas umas às outras. Obrigada ;)Beijinhos

    Marta

    Maio 19, 2009 at 6:58 pm

  3. quando quiseres aparece aqui :http://falaecome.blogspot.com

    Ricardo Campos

    Maio 21, 2009 at 11:37 pm


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: