Cose di croniche

As crónicas que saem do Cose Tante. Ou não.

Posts Tagged ‘Titanic

Titanic

leave a comment »

Em época de Titanic (já são dois, ou o mesmo, mas segunda vez, não serão épocas mas apetece-me e dá-me jeito para o post) o que mais oiço é “Ah que o Titanic não vale nada, e agora vais ver isso para quê?” E eu vou.
Nunca foi o Di Caprio, impliquei com ele até tarde. Ou até Scorsese me mostrar que havia ali mais. Na verdade, até tinha visto sem querer o “This Boy’s Life” e gostei bastante. Mas na altura do Titanic, das meninas, das não nomeações e amuos, impliquei com Di Caprio. Não era ele, sou eu. Feito o mea culpa.
Não vi o Titanic em 1997, fiz birra. E a minha birra foi porque desde pequena ouvia falar no Titanic e não em histórias de amor a bordo. O meu pai não me contava muitas histórias mas falou-me sempre do Titanic, do Lusitânia e outros. E eu impliquei com o romancezinho, com o Di Caprio, com tudo em geral. Na tv, mais tarde, achei que talvez tivesse perdido uma coisa em bom no cinema, e hoje recuperarei esse tempo perdido em 3D. Mas na altura o meu estandarte era “a mini-série é que é, bof”.
Estranhamente no meu caso, não foi sequer implicar com a Kate Winslet, juro. Até achava graça àquela escolha menos convencional. Não, eu prendia-me a pormenores do tipo “não acredito, o James Cameron reconstituiu tudo, o serviço, percebem? o serviço, e tudo o que se vê são eles a correr pelo navio e sei lá que mais”. Fui quase uma mãe de Bragança do Titanic, admito. Ter vinte anos desculpa isso? Não sei, mas jogo essa carta na mesma.
E não sei como não quis ver, se já na altura filme catástrofe me fazia o dia, e aquele eu até sabia que não tinha volta a dar no fim (não é pun porque o Titanic não virou, se este post fosse sobre o Poseidon e teria tido muita graça. ou não, pois). Mas não vi, nunca vi o Titanic no cinema e sim, fiquei com alguma pena. E um dia lembrei-me que o Billy Zane desapareceu um bocadinho (ou eu não o vi mais), e dei uma cabeçada na parede por não ter visto o Titanic no cinema (já tinha dito?). Vejo-o em 3D, a boca do Billy Zane em 3D valerá a pena, é garantido.
Entretanto passaram estes anos todos, faz este mês, por estes dias, cem anos que o Titanic foi ao fundo e eu verei o 3D do J. Cameron. Sem birras e mais velha madura, pois. Para não variar, esqueci-me dos óculos, acumulo-os em casa para nada. Mas vou.

Anúncios

Written by Marta

Abril 14, 2012 at 3:49 pm